É comum a imagem da meditação ser conhecida pelo senso comum como representada por uma pessoa sentada em posição de lótus com as mãos em posições de mudras. Mas será mesmo que é isso? Já adianto, a meditação nada mais é que a forma da mente alcançar a plenitude, o silenciamento e a atenção inata. Não é possível que o ato de meditar-se resuma-se a uma posição, porque ela expressa-se primeiro na mente, depois no corpo, e não ao contrário. Podemos meditar enquanto andamos, comemos, andamos de bicicleta ou até quando pegamos aquele ônibus super lotado do fim da tarde, sabe por quê? Ela é adaptativa.

 

     Muita gente pensa que meditação é simplesmente fechar os olhos e fingir não pensar em nada. Porém, o ser humano é uma máquina que nunca para, nem mesmo quando dormimos nos desligamos por completo. O que a meditação faz nada mais é que organizar os pensamentos, silenciar e esvaziar a mente e aumentar o foco. Quando é citado o ''silenciamento'', não significa: ''ah, vou fechar os olhos e não vou pensar em nada''. Esse treinamento inicia-se em estágios. E é disso que vamos tratar nos próximos parágrafos.

 

    A meditação chega de mansinho. Imagine-se em uma sala de cinema sozinho(a), o filme ao qual assiste é o que está passando na sua cabeça no exato momento, você senta e assiste a tudo sem interferir. Esse é o momento inicial: observarção. Então chega a hora que você adquire um controle remoto, então ganha a capacidade de escolher apenas o que quer na sua mente, o resto deleta. Essa é a segunda parte: fixação de pensamento. Mas aí chega a hora que você já não quer assistir nada e aperta o botão ''desligar''. Esse é o terceiro estágio, o silenciamento da mente. Esse é um bom exemplo para explicaros diferentes estágios.

 

Contudo, vem aquela pergunta: como silenciar a mente? Uma grande sacada é focar na respiração. Sinta apenas o ar entrando em suas narinas e despedindo-se delas, foque apenas nisso e toda vez que perder o foco, volte imediatamente a fiscalizar a sua meditação. Com o tempo fica mecânico, a cada dia vai ficar mais natural silenciar a mente de forma eficiente. Poderá notar que de início conseguirá apenas alguns segundos, mas a persistência da prática te levará facilmente a conquistar até horas de meditação. 

 

Quando a meditação chega ao seu estágio máximo, pode ser conhecida como ''ataraxia''. É o momento mais sublime do homem, onde muitos conseguem até mesmo pisar sobre brasas e não sentir absolutamente nada. A meditação é incrível, seus benéficios: melhora o fluxo sanguineo, a atenção, rejuvenesce, melhora a habilidade cognitiva, ativa nossa mediunidade e melhora o nosso contato com o mundo espiritual. Precisa de mais incentivo além desses? Então vamos para o melhor de todos os benéficios: elevação do estado vibracional, que nada mais é que blindarmos sobre qualquer fator externo que venha a perturbar a nossa paz de espiríto, nos protege de vampiros energéticos e traz para perto de nos seres de luz. Levem a meditação para as vossas vidas!